Tags

, , ,

Para quem está a pensar vir viver para Londres talvez a primeira pergunta que faça é “onde vou viver?”. A esta pergunta há infinitas respostas uma vez que estamos a falar de uma das maiores cidades da Europa. Eu diria mesmo que há locais para todos os gostos ou melhor para todos os bolsos.

Basta colocar a questão, em inglês ou português, no google que aparecem uma série de sites e blogues com artigos sobre onde viver em Londres. Assim, não vamos enumerar aqui quais os melhores sítios para viver. Pensamos ser mais útil dar aqui algumas dicas sobre como escolher a zona e listar alguns sites úteis para esta escolha tão dificil.

A cidade de Londres tem 33 freguesias (boroughs) para se escolher, acrescentando a estas há mais 30 outras zonas de em torno da cidade.

A cidade está dividida de acordo com o código postal nas seguintes zonas: Norte (N), Este (E), Centro Este (EC), Noroeste (NW), Sudeste (SE), Sudoeste (SW) e Oeste(W). O código postal é, desta forma, composto pela sigla da zona e mais um  número, sendo que normalmente quanto maior o número mais afastado do centro. Atenção que quando se diz que está situada a sul não quer necessariamente dizer que está a sul do rio.

LONDON

As zonas 1 e 2 são em geral demasiado caras para uma familia viver. Para quem vem sozinho e está disponível para viver num quarto ou num mini estúdio, pensamos ser possivel viver dentro destas zonas. Quem procura uma casa para a familia terá que começar da zona 3 para fora, claro que isto depende sempre do orçamento disponível.

Para quem vem para Londre já com trabalho poderá ser importante aquando da escolha da zona a verificar o percurso e os meios de transporte para o local de trabalho. Apesar dos excelentes meios de transporte, morar numa ponta da cidade e trabalhar noutra pode implicar uma viagem de mais de 1 hora.

É igualmente importante saber que o preço do passe aumenta de acordo com a zona. Se se pensar em viver na zona 6 porque as casas são mais baratas mas tiver que trabalhar no centro convém saber se o preço do passe compensa.

Em termos dos preços de arrendamento é preciso ter em conta que aqui em Londres há dois factores que pesam bastante. O primeiro é a localização, este é talvez o factor que mais peso tem. Não interessa as condições da casa ou o tamanho, a localização é que faz o preço. Quando falamos de localização falamos de:

  • O estatuto da zona ou da rua. Londres tem esta particularidade pois uma casa situada numa rua pode custar mais 100 ou 200 libras por mês do que uma casa idêntica situada na rua ao lado. Isto simplesmente porque se situa numa zona tida como chic.
  • Distância dos meios de transportes, nomeadamente do tube (metro) ou do comboio. Quanto mais perto deste tipo de transporte mais cara a casa.
  • As escolas da área. Se existirem escolas cujo o ranking é elevado então o preço da casa sobe.

Outro dos factores, embora com peso menos expressivo é o número de divisões. Aqui é preciso ter cuidado pois não quer dizer que mais divisões correspondam a uma maior área. Quem já passou pela experiencia de procurar casa em Londres quase de certeza que se deparou com uma despensa contabilizada como divisão.

Como referirmos há muita informação disponível sobre onde viver em Londres e quais as melhores e piores zonas. Listamos aqui alguns dos sites que nos foram úteis.

  • Tuga em Londres – em português, tem este post em que descreve muitas das zonas de Londres. Bastante útil para quem pensa vir sem familia uma vez que a maioria das zonas aqui descritas se situam entre a zona 1 e 2.
  • Tem a ver comigo – também em português e vai até à zona 4.
  • Living in London Guide –  em inglês, em que nos dá um panorama completo da cidade dividindo o norte e sul.
  • Commute From – embora esteja direcionado para a compra de casa, trata-se de uma boa ferramenta na procura da zona. Para além de nos dar uma ideia do preço da zona (o tal estatuto), dá-nos logo a distância real entre esta e o local de trabalho ou centro da cidade. Quem não faz questão de ficar perto do centro tem muito por onde pesquisar.
  • Live and Do – se queremos ter uma perspectiva rápida da zona basta colocar o código postal e ficamos com uma panorâmica sobre o valor da casas, crime, escolas, espaços verdes, etc.
  • Inside London – O mais completo guia sobre onde viver. Faz uma selecção das zonas mais caras, mais baratas, as zonas a evitar, as melhores zonas para profissionais, para familias, enfim uma série de categorias e como se isto não bastasse disponibiliza ainda uma descrição sobre as diversas zonas, Norte, Sul, Este, Oeste.

Toda a informação aqui disponibilizada está quase circunscrita à cidade de Londres e como poderão ver há muito por onde escolher. Em outro post iremos falar um pouco mais sobre as zonas fora da cidade, ou seja para lá da zona 6 ou 9.

london street